Dirigindo

Descubra como Estacionar o Carro na Europa

Olá ViajAndos©,

Mais uma de nossas excelentes 💡 DICAS para uma viagem mais tranquila de carro no exterior.

Falaremos sobre Estacionar o Carro na Europa. Muitas destas dicas servirão para os Estados Unidos e outros lugares também.

Quando pensamos em alugar um carro em uma viagem ao exterior e curtir dirigindo, logo surge uma série de dúvidas, medos, receios. É verdade, não é fácil decidir. 🙄

Mas viajar de carro dá uma sensação de liberdade exuberante. Você fará seu roteiro, mas poderá desviar da estrada para conhecer uma cidadezinha quando e onde quiser. Será o piloto e comandante desta aventura chamada VIAGEM.

Fizemos uma longa viagem entre final de 2016 e início de 2017 com duração de 30 dias pela Europa e tudo de carro. Retiramos e entregamos nosso carro no Aeroporto de Berlim (Alemanha). Foram 5 mil quilômetros ao todo, sendo 4 mil em estradas e 1 mil dentro das cidades. E isso nos deu muita segurança em escrever sobre o assunto abordado aqui. Veja o mapa abaixo:

Após este pequeno incentivo ao seu projeto de dirigir na Europa, vamos conversar rapidamente sobre onde devemos e podemos estacionar nosso carro.

Não conhecemos todos os países, muito menos todas as cidades, mas de uma coisa temos certeza: a Europa, de uma maneira geral, é muito rígida quanto aos carros e tem regras de estacionamento dentro de cada cidade que dificilmente conseguiremos entender todas. E nem precisamos.

Mas levar uma multa não é agradável aqui no Brasil, imagina lá. E esta multa posteriormente será cobrada pela locadora do veículo com as taxas diretamente em seu cartão de crédito (o mais fácil para pagar). Mas às vezes não será assim. Você poderá receber a multa em seu endereço cadastrado na locadora diretamente do órgão governamental que cuida deste assunto na cidade onde ela foi aplicada. E terá que “se virar” para entender como pagar. Afinal, ninguém quer ficar inadimplente sem saber as consequências futuras. Então vai pagar. Esta multa virá no idioma do local. 😯 Imaginou!!!!

Foi o que aconteceu conosco em Berlim. Estacionamos o carro em um local permitido. Fomos a uma loja de brinquedos e depois almoçar. Na volta, a multa no para-brisa. Não tinha placa de proibido, nem nada que nos indicasse a proibição e um monte de carros estacionados do mesmo jeito que o nosso. Provavelmente algum selo era necessário. Tudo bem. Não era tão cara, €10, que ao todo custou R$ 137,20 (abril de 2017). E aqui não estamos falando de valor, mas da dificuldade para pagar.

Então, aqui vale o ditado: “o barato sai caro”. Pare SEMPRE em um estacionamento. Neste nosso caso da multa, teria custado no máximo €5. Talvez €2.

Ao reservar o hotel ou apartamento na cidade, verifique se o mesmo possui estacionamento próprio. Confirme também se haverá custo envolvido (normalmente há). Não economize. Não arrisque. Deixe o carro no estacionamento.

E no estacionamento, ao entrar, você pegará um ticket que será apresentado na saída para pagamento. E, na saída, raramente haverá uma pessoa em um guichê para receber o pagamento. Invariavelmente será uma máquina, igual aquelas que temos nos nossos Shoppings no Brasil. Ela aceitará papel moeda, moedas ou cartão. Neste momento (de pagar) tenha muita calma. Não se preocupe com a fila atrás de você. O ideal é ter sempre dinheiro à mão e trocado. Então, neste caso, veja qual a moeda do país visitado. Passamos um perrengue em Praga para pagar o estacionamento. Lá só aceitam Coroas Tchecas.

Nas cidades europeias, de uma maneira geral, à noite qualquer um pode estacionar seu carro nos locais permitidos. Mas durante o dia, somente os que têm “autorização” para estacionar. Tipo a “Zona Azul”.

E você não consegue (normalmente) achar alguma placa de indicação. E quando acha, é difícil decifrar.

Então, novamente, não arrisque. Pensa comigo. A multa “é o de menos”. Imagina ter o carro rebocado??????? Você chegar para pegá-lo e ele não está lá. Você acha que foi roubado. Aciona a locadora. A locadora localiza o carro recolhido no “pátio”. Tem que pagar para sair (e será bem caro, como no Brasil). Perderá boa parte do dia da viagem para resolver algo que está bem fora de qualquer programação. Fora o stress. 😳

Então, não bobeie, vai por mim. ESTACIONAMENTO SEMPRE.

Ah, lembrei de uma situação hilária. Em Berlim, fomos a uma loja da Vodafone para comprar um chip europeu. Achamos um estacionamento. Na cancela pegamos o ticket. Subimos a rampa e havia uma vaga. Estacionamos. Estávamos saindo do carro e um senhor muito bem educado, nos informou que aquele andar era somente para motoristas mulheres. Inacreditável, mas verdade mesmo!!!! E não vimos placa informativa alguma. Entramos novamente no carro e nos dirigimos ao segundo piso. Na saída, pagamento diretamente na máquina. Não vimos um funcionário sequer.

DICA: 💡 mantenha os faróis acesos, não só nas estradas como também nas cidades, mesmo que seja dia e tenha Sol. É obrigatório. É seguro. Respeite os limites de velocidade. Entrando nas cidades, dê preferência aos trens, ônibus, ciclistas e pedestres. E, se beber não dirija.


Espero que tenham gostado da matéria.

Acompanhe a gente e fique ligado em roteiros maravilhosos e sempre dicas incríveis de viagem.

Posteriormente fizemos um outro roteiro de carro pela Europa, menor, 2 mil km e foi também bem legal.

Por falar em DICAS, já leu estas:

Cinco Razões para Viajar com Crianças Pequenas

Sem Dinheiro para Viajar?

Recebi uma Multa de Trânsito na Alemanha, como Pagar?

Um grande abraço e até a próxima.


 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s