Dirigindo

Veículos Alugados que Podem ou NÃO Circular pela Europa

Olá ViajAndos©, aqui estamos novamente com excelentes 💡 DICAS para uma viagem tranquila.

Desta vez vamos focar em Locação de Veículo pela Europa.

Para não ficar um texto muito longo 🙂 , se quiser saber um pouco mais como funcionam os pedágios, estradas, estacionamentos, etc., na Europa, clique abaixo e descubra.

Como Funcionam os Pedágios na Europa

Descubra como Estacionar o Carro na Europa

Se sua pretensão for viajar de carro pela Europa, esta matéria é para você. No final do ano de 2016 e início de 2017 fizemos uma viagem de 30 dias pela Europa de carro, iniciando por Berlim. Era Inverno, mas isso não nos assustou. 😯 🙂 😎


Atualizando em abril de 2019 – E no final do ano de 2018 e início de 2019 fizemos outra viagem pela Europa de carro, iniciando por Zurique.


Antes de fazermos a reserva do veículo, estudamos nosso roteiro e quais países iríamos visitar. Como sempre fazemos em nosso roteiro inicial, abrangemos uma grande área. Depois, percebemos que não seria possível, nem viável pelo período de viagem, então excluímos Bruxelas (Bélgica), Amsterdã (Holanda), Bratislava (Eslováquia), Budapeste (Hungria), Monte Carlo (Mônaco) e Genebra (Suíça).

Mesmo assim nosso roteiro ficou grande, mas possível e bem aproveitável. Poderíamos iniciar por qualquer cidade, mas como encontramos uma passagem aérea da Alitalia com preço atrativo para Berlim, de lá começamos nossa aventura. Visitamos as seguintes cidades e na ordem:

Foram 5 mil quilômetros ao todo de carro. Que demais!!!!! 🙂

Quando fomos pesquisar nas locadoras, optamos pela Sixt, mas tem várias. Encontre a que melhor se encaixa em seu plano ou a que já esteja acostumado.

Raciocine comigo. A Sixt é uma empresa alemã. Estamos retirando e entregando o carro em Berlim, capital da Alemanha. Por que não pegar um carro alemão, tipo uma Mercedes 😎 , BMW 😎 , Audi 😎 ou Porsche 😎 ? O preço não difere muito para outras marcas como Ford e Opel (claro, considerando o mesmo “padrão” de carro).

Resposta: porque existem países que, com o carro alugado, é proibida a circulação. 😯

A companhia divide os países em três Zonas de “Restrições Territoriais”:

Zona 1:  Andorra, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Finlândia, França, Alemanha, Gibraltar, Grã-Bretanha, Irlanda, Itália, Liechtenstein, Luxemburgo, Mônaco, Holanda, Noruega, Portugal, San Marino, Suécia, Suíça, Espanha e Vaticano.

  • Veículos permitidos somente na Zona 1: Jaguar, Maserati, Land Rover, Porsche, Audi, BMW, Mercedes-Benz e Volkswagen.

Zona 2:  Croácia, República Tcheca, Estônia, Hungria, Letônia, Lituânia, Polônia, Eslováquia e Eslovênia.

  • Veículos permitidos: demais marcas podem entrar nas Zonas 1 e 2. Também são permitidos os SUVs Offroader: Opel Mokka, Volvo XC60 e XC70, Nissan Qashqai, Ford Kuga e Fiat 500X. Os demais SUVs Offroaders são permitidos apenas na Zona 1.

Zona 3:  Todos os países que não estão nas Zonas 1 e 2, como Bielorrússia, Ucrânia, Romênia, Bulgária, Grécia, Albânia, Sérvia, Bósnia e Hersegovina, Moldávia, entre outros.

  • Veículos: nenhum veículo está permitido para entrar na Zona 3.

E o mais importante: EM CASO DE INFRAÇÃO DAS RESTRIÇÕES TERRITORIAIS, TODOS OS SEGUROS PERDERÃO SUA VALIDADE. Portanto, é melhor não arriscar e verificar onde pretende dirigir e seguir as regras. Lá funciona.

Então optamos por um da Zona 2 que poderia circular livremente pela Eslovênia e República Tcheca, locais que visitamos. Ficamos com a categoria do Grupo CWMR – Ford Focus Turnier, Volkswagen Golf Variant ou semelhante. Oras, dentro deste grupo tem um da Volkswagen que não é permitido (VW Golf). Então, encaminhamos e-mail à Sixt informando quais países estaríamos visitando e atenção especial para isto e tudo bem, não seria em VW Golf.

Considerando a época de Inverno (dezembro/janeiro), o veículo obrigatoriamente vem com pneus apropriados, e pelo tempo de locação (28 dias) a quilometragem era livre. Isto é importantíssimo, pois para um dia a mais ou a menos pode não ter quilometragem livre e, consequentemente, incidir custos extras. Então pesquise sempre para 1 ou 2 dias a mais ou a menos. E decida pelo melhor. Nosso mapa acima previa 4 mil km, mas com entradas nas cidades e passeios, no total foram 5 mil km. Acompanhe este roteiro iniciando por Berlim.

A confirmação e toda a correspondência com a Sixt foi em português. Que bom, pois meu alemão é somente pela descendência. 🙂 🙂 🙂 ”Verstanden? Vielen Dank.” 😎

Atenção sempre para as condições de alteração de reserva, cancelamento, não comparecimento, devolução antecipada e outros. Normalmente você pode optar por um valor total menor (sem reembolso) ou maior (reembolso parcial).

Ao retirarmos nosso veículo em Berlim Tegel Aeroporto, a atendente da Sixt, muito simpática, nos ofereceu um carro maior, sem custo. Claro, depois que ela viu nossas malas!!!! Pô gente! São 30 dias em três. E sabe como é, sempre trazemos as lembrancinhas. 😛 Reparou que tem a cadeirinha do Felipe em cima das cinzas e o carrinho em cima das azuis? 🙂 Achou a mochila? Isto tudo precisa caber no carro. 😎

Malas ps

Então, em vez de sairmos com um Ford Focus Turnier, saímos com um Opel Insignia. Carro automático, grande, confortável. Demais!

Não esqueça de tirar uma foto da placa e do carro. Poderá precisar.

Insignia ps

Outra informação importante: se fechar diretamente pela companhia, o valor total da locação será debitado em uma só vez no cartão de crédito. Não parcela. Parcelamento no cartão de crédito é uma coisa nossa (brasileira) e de alguns outros países, mas na Europa e EUA é à vista (normalmente). Se fechar através da RentCars.com, fechando no Brasil, mesmo que para a Europa ou EUA, parcelam no cartão de crédito em até 12 vezes. É bom ficar atento. E o preço será melhor. E o serviço, o mesmo.

Por falar em cartão de crédito (obrigatório na hora do fechamento), é também obrigatória a apresentação do mesmo na retirada do veículo, juntamente com documentos.

Uma pergunta que sempre fica: preciso da PID (Permissão Internacional para Dirigir)? Se você pegar sua CNH verá que ela é válida em todo o território nacional (Brasil), portanto não será válida no exterior. Conhecemos pessoas que, ao serem abordadas pela polícia local, não tiveram problema com sua CNH, tanto na Europa como nos EUA. O inverso também já ocorreu. Então, fica a dica, por R$ 259,05 (referência outubro de 2017) (R$ 291,83, atualizado em setembro 2019) faça a sua e viaje mais tranquilo. Entenda que o mundo mudou desde 11 de setembro de 2001. Os aviões, a segurança, a fiscalização, e todos os funcionários desta área de segurança, hoje são mais treinados e menos flexíveis.

Outra dica importante, se você viaja com crianças pequenas, é obrigatório o uso de cadeirinhas (igual no Brasil) e o custo para locação é caríssimo. Então vale a pena levar a sua do Brasil. A aérea permite o embarque sem custo. Foi o que nós fizemos. Levamos a cadeirinha e o carrinho de criança. Quanto aos seguros oferecidos, estude e analise bem quais são os seguros e como você se sente mais confortável. Nós optamos pelo Roadside Protection €60.75 (cobertura para assistência rodoviária 24 horas para quaisquer problemas relacionados ao veículo, como: esquecer as chaves dentro do veículo, perda das chaves, falta de combustível, problema na bateria, veículo apreendido), complementando com a Cobertura de Pneus e Vidros €54,68. Graças ao Universo, não precisamos acionar nenhum seguro, mas nunca se sabe.

Também demos preferência ao veículo movido a diesel por ser o combustível mais barato (em “breve” estes veículos não circularão mais por diversos países da Europa por gerarem mais poluição que os a gasolina). E lá, é cada vez mais comum o carro elétrico.

Outra 💡 dica. Se você nunca alugou um carro, saiba que você pega ele com o tanque cheio e deve devolvê-lo cheio, sujeito a custos elevados de combustível e taxas que serão cobrados em seu cartão de crédito posteriormente. E sabe quem vai colocar gasolina em seu carro? O atendente? O frentista? Não. Você mesmo. Lá não existem atendentes ou frentistas nos postos. Mas não é um bicho de sete cabeças.

E aqui um fato interessante. Quando estávamos indo de Chamonix Mont-Blanc para Dijon, a luz da ignição no painel acendeu. 😯 Uau!!!!! Chegamos em Dijon, estacionamos o carro e saímos a pé para almoçar e aproveitar o final da tarde até a noite.

No dia seguinte, ao acordar, a Silma lembrou que precisávamos resolver o problema do carro. Fui pesquisar onde era a Sixt Dijon. Hahahahaha. Era na Estação de Trem Central de Dijon, em frente ao nosso apartamento. Tipo 200 metros. Fui até lá com uma foto do problema e as chaves. Muito bem atendido, expliquei o fato. Em 2 minutos … 2 minutos … nosso problema estava resolvido. Perguntaram se dava para levar o carro até lá. Eu disse que sim e levei. Eu havia falado que no carro haviam duas malas grandes e que não poderia ser um carro inferior. Hahahahahahaha.

Eles nos agraciaram com uma BMW Série 5. Dá pra acreditar nisso? Quando vi a moça trazendo o carro, nossa!!!!! E, claro, a custo zero. Sem acréscimo no valor contratado. Gente, entre chegar com o carro e sair com a BMW foram 5 minutos. Como já havíamos passado pela Eslovênia e República Tcheca não tinha problema ser uma BMW (veículo da Zona 1). Que bom!!!!! 😆 😆

Olha a cara de alegria do Felipe … neste carro deu para colocar a cadeirinha atrás do meu banco, como ele queria … 🙂 🙂

bmw 2 ps

E novamente a foto da placa … habito …:

BMW ps

Dá pra entender porque já vem com o pneu para neve?!?!?!?! 😯 😯

bmw 3 ps

No mais, é isso aí.

Espero que tenham gostado da matéria.

Acompanhe a gente e fique ligado em roteiros maravilhosos e sempre dicas incríveis de viagem.

Por falar em DICAS, já leu estas:

Descubra como Estacionar o Carro na Europa

Sem Dinheiro para Viajar?

Cinco Razões para Viajar com Crianças Pequenas

Um grande abraço e até a próxima.


 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s