Dijon

Dijon – A Saborosa Terra da Mostarda

Olá ViajAndos®, pessoal que adora e curte uma viagem. Vamos contar como foi nossa passagem por Dijon.

Depois de um maravilhoso Reveillon em Chamonix-Mont-Blanc, nos Alpes Franceses, pegamos nosso carro com destino a Paris. Pela distância (617 km), optamos por fazer um pit-stop no meio do caminho e a cidade de Dijon foi perfeita. Saímos às 10h00 e às 13h30 (337 km) estávamos chegando em nosso apartamento Sweet Home Dijon – Albert 1er. Um prédio sem portaria, sem recepção, nada. Mas já tínhamos o código para entrar no prédio e acessar a caixa de correio onde estariam as chaves e o controle remoto do portão da garagem … e foi exatamente o que aconteceu 🙂 . O apartamento foi suficiente para nós três, apesar de só ter um sofá-cama − mas era apenas uma noite. Também tinha cozinha e mesa para refeições.

Se este apartamento não for adequado ao seu grupo, clique aqui e encontre dezenas de excelentes opções de hospedagem na cidade.


Você poderá chegar a Dijon de trem, vindo de Paris ou de outros lugares, desembarcando na estação Gare de Dijon-Ville. Fica em frente ao apartamento. Muito prático.

20170104_171117

Gare de Dijon

Nesta estação chegam e partem trens para Paris, Lyon, Marselha, Nice, Montpellier, Perpignan, Belfort, Besançon, Mulhouse, Estrasburgo, Bordeaux e Toulouse. Também operam linhas internacionais para Suíça (Zurique, Berna, Interlaken, Lausanne e Brig) e Itália (Milão e Veneza).

O Aeroporto Dole-Jura é o mais próximo de Dijon e fica a 50 km do centro da cidade. Os voos são limitados e não tem rota com Paris nem com outro país.

De carro, pela excelente localização no mapa, é também uma boa opção. Para alugar um carro em Paris, Genebra, Milão ou em qualquer outra cidade ou país, clique aqui e feche um bom negócio, com pagamento em até 12 vezes e sem IOF para reservas internacionais feitas no Brasil.


Dijon é um excelente local para passar um ou dois dias durante viagem pela Europa. Fica a apenas 316 km de Paris e 194 km de Genebra. É um dos centros culturais mais importantes da França, depois de Paris.

Mundialmente famosa pela Mostarda de Dijon … quem nunca ouviu falar?!?! Tempero muito usado em carnes e pratos franceses, esta semente é importada do Canadá, sendo os maiores produtores mundiais Nepal, Canadá, Mianmar e Rússia. Passeando pela cidade, de certo irá encontrar uma loja com grande variedade de tipos e sabores diferentes da mostarda. Sugiro passar pela Edmond Fallot la Moutarderie, que fica muito próximo da Église Notre-Dame de Dijon.

20170104_153534Clique aqui e encontre excelentes passeios: visita guiada ao centro histórico; degustação de vinhos; tour gastronômico e muito mais.


Deixamos nossas coisas em casa e por volta das 15h00 saímos para almoçar e passear.

Passamos por debaixo da ponte da estação de trem e logo encontramos um restaurante. Na saída, uma neve bem fininha e úmida caía na cidade. Era como uma garoa. Passeamos um pouco mais. Fomos até o Jardin Darcy, um bonito parque próximo. Anoiteceu e na volta para casa passamos pelo Jardin Botanique de l’Arquebuse, outro parque maravilhoso e enorme, com 4 mil espécies de plantas.

O tempo continuou bem frio e úmido. Voltamos para casa, pois amanhã conheceremos o centro histórico. A grande diversão da noite para o Felipe, enquanto preparávamos o jantar, foi ficar olhando pela janela do apartamento e observar os trens chegando e saindo da estação. Cada um mais bonito que o outro. Alguns de dois andares.


Acordamos bem cedo, tomamos nosso café da manhã e fui resolver um problema que tivemos com o carro na estrada − a luz da ignição no painel acendeu. 😯 Uau!!!!! Por sorte, a locadora ficava na estação Gare de Dijon-Ville em frente ao apartamento. Fui até lá com uma foto do problema e as chaves. Muito bem atendido, expliquei o fato. Em 2 minutos … 2 minutos … nosso problema estava resolvido. Perguntaram se dava para levar o carro até lá. Eu disse que sim e levei. Disse que no carro havia duas malas grandes e que não poderia ser um carro inferior. Hahahahahahaha.

Como Funcionam os Pedágios na Europa

Veículos Alugados que Podem ou NÃO Circular pela Europa

Eles nos agraciaram com uma BMW Série 5. Dá pra acreditar nisso? Quando vi a moça trazendo o carro, nossa!!!!! E claro, sem acréscimo no valor contratado. Gente, entre chegar com o carro e sair com a BMW foram 5 minutos. 😆 😆

Olha a cara de alegria do Felipe … neste carro deu para colocar a cadeirinha atrás do meu banco, como ele queria … 🙂 🙂

bmw 2 ps


Nosso roteiro de hoje tem pouco mais de 3 km, que no final virou uns 5 km. É bem fácil caminhar pela cidade.

Entre um ponto e outro no mapa, existem diversas atrações, outros pontos turísticos, praças, feirinhas, lojas, museus, igrejas, diversões para crianças, etc., que não estão elencados aqui, portanto não leve em consideração o tempo no mapa. Além do que, em 99% das vezes, seguimos nossos instintos e não necessariamente o mapa. 😎 Então DIVIRTA-SE. 🙂

Saímos então com destino a Halles Centrales de Dijon, o mercadão da cidade. Fecha às 13h00, por isso fomos primeiro lá. São 4.400 m² vendendo todos os tipos de produtos. Em seu entorno existem dezenas de restaurantes.

Seguimos em direção à Église Notre-Dame de Dijon, igreja considerada uma obra-prima da arquitetura gótica do século XIII. Invista um tempo por aqui e observe os detalhes da fachada, dos vitrais, o relógio e seus quatro autômatos de metal (Jacquemart e Jacqueline, que tocam as horas com um martelo em um grande sino, e seus “filhos” Jacquelinet e Jacquelinette, marcando de quinze em quinze minutos, cada um num pequeno sino.

Muito perto da igreja você encontrará a Tour Philippe le Bon, a Torre do Terraço do Palácio dos Duques de Bourgogne de Dijon. Com altura de 46 metros, sua vista dá para toda a cidade e seus arredores. Para subir é necessário comprar ingressos com antecedência (€3 por adulto e menores de 12 anos não pagam). E atenção, são 316 degraus 😯 , mas a vista vale a pena.

Bem ao lado, você encontrará o Musée des Beaux-Arts de Dijon (Museu de Belas Artes de Dijon) ainda localizado no Palácio dos Duques de Bourgogne.

E na frente da Torre, da Prefeitura e do Museu, a Place de la Libération − Praça Central do Centro Histórico de Dijon. Ou seja, visita obrigatória.

Na parte de trás, a Place des Ducs de Bourgogne.

Seguindo, você passará pela La Nef (Biblioteca Pública); pelo Hôtel de ville de Dijon (Prefeitura de Dijon); Palais des Ducs et des États de Bourgogne (Palácio dos Duques e dos Estados da Borgonha).

Siga pela Rue de la Liberté, principal local de compras com diversos restaurantes e cafés. Nesta rua você também encontrará uma unidade da Galeries Lafayette, uma loja de departamento francesa. Se pretende comprar algo, entre e aproveite.

Mais à frente você encontrará o Porte Guillaume (Portão de Guilherme). Este Portão parece uma miniatura do Arc de Triomphe (Arco do Triunfo) o que fará você se sentir em Paris. Pare e repare nesta esquina … quanta riqueza.

Mais 500 metros, após passar novamente por debaixo da ponte da estação de trem, você encontrará o Musée d’Histoire Naturelle (Museu da História Natural). Criado em 1860, é uma verdadeira vitrine do reino animal.

Voltamos para casa tendo a certeza de que esta é uma excelente cidade para passar um ou dois dias quando estiver viajando entre Paris e Suíça, Paris e Itália, Paris e Mônaco ou Paris e cidades francesas mais ao sul, como Lyon, Marselha, Cannes, Nice, entre outras.

Banho, janta e cama. Amanhã estaremos indo em direção a Paris. Muita expectativa.


DESCUBRA novas 💡 DICAS de viagem:

Recebi uma Multa de Trânsito na Alemanha, como Pagar?

Planejando uma Viagem Gastando Pouco

Cinco Razões para Viajar com Crianças Pequenas

“Despensa Móvel” Viajando de Carro

Pensando em hospedagens, passeios e locação de veículos? Consulte nossos parceiros. Não pagará a mais por isso e terá tudo à mão. Clique nos links acima e aproveite os melhores lugares, preços e condições de pagamento.

Veja este roteiro, um pouco menor, que elaboramos e em breve estaremos postando aqui sobre Istambul, Capadócia, Stäfa, Zurich, Genebra, Sallanches, Megève, Saint-Gervais-les-Bains, Turim, Milão, Trento, Levico Terme, Lago di Caldonazzo, Innsbruck e Kontanz. E claro, nossa avaliação da aérea Turkish Airlines, surpreendente …

Passeie pelo nosso MENU e escolha sua próxima aventura … HelsinkiViking LineAmsterdãPraga … Veneza …


 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s