Aéreas

Mala de Mão – Acabou a Mamata – Novas Regras

Olá ViajAndos©, pessoal que adora e curte uma viagem.

Neste post falaremos basicamente de MALAS DESPACHADAS e MALAS DE MÃO.

Este assunto dá “pano pra manga”, como diria minha avó. 🙂

Não é de hoje que as companhias aéreas fazem alguma modificação para malas despachadas e de mão. Seja o peso, medidas, quantidade. É uma tendência mundial.

É um assunto polêmico. Mas quando você começa a viajar por outros cantos do mundo, principalmente por companhias europeias low cost (de baixo custo), passa a entender mais e respeitar as medidas e peso das malas. Sabe por que? Porque não estamos “em nossa casa”.

Para quem viaja com frequência, sempre vê algum passageiro com uma enorme mochila que mal consegue carregar nas costas, além de outras 3 sacolas na mão. Quando ele entra no avião, coloca sua super mochila e as sacolas no compartimento superior ocupando o lugar de duas ou até três malas. Conclusão: não cabem todas as bagagens de mão de todos na parte superior e, não raro, temos visto alguma pequena confusão.

Vamos cair na real, tem gente que é folgada e egoísta mesmo e não respeita. Tipo aquela que sentará na poltrona 20, mas logo ao entrar na aeronave, coloca sua bagagem na 5. Pra que? Para não ter que carregar até lá e nem até cá depois. Pára né! Vamos respeitar.

A regra sempre existiu: mala de mão no compartimento superior e demais itens embaixo do assento à sua frente. E aí o que acontece? A pessoa põe tudo, até casaco, blusa e sacolinha também no compartimento superior. Não dá. Não cabe.

Enfim, vamos nos concentrar inicialmente nas companhias brasileiras, que é o motivo da matéria.


O QUE VAI ACONTECER A PARTIR DE 10 DE ABRIL DE 2019

No check-in (para quem vai despachar alguma mala): sua bagagem de mão será medida e pesada. As medidas permitidas são: 55cm de altura x 35cm de largura x 25cm de profundidade (incluindo alças e rodinhas). Para tal, terá um “gabarito” que é uma caixa vazia com as medidas em sua parte interna e você terá que colocar sua mala dentro. Coube, seguirá até o portão de embarque. Não coube, terá que despachar sua mala e pagar uma quantia considerável (até R$ 120,00).

Antes de passar pelo portão de embarque (para quem não vai despachar mala): será também verificado se o tamanho da mala de mão e seu peso está dentro da regra. Se não estiver, você deverá ir até o check-in (mesmo que já o tenha feito pela internet) e despachar sua mala.

Além da mala de mão, é permitido levar um item de mão pequeno, como uma bolsa, desde que o total carregado pelo passageiro não ultrapasse 10 quilos. Esta bolsa deverá ser colocada embaixo do assento dianteiro e não na parte superior.

Então, amigo e amiga, não bobeie porque a fila no check-in vai estar grande. Chegue com mais antecedência nestes primeiros meses de implantação. Meça suas malas de mão e pese antes de sair de casa para não perder seu voo. Nós temos duas malas de mão e já sabemos que uma delas não irá passar (é maior que as medidas permitidas). Logo, levaremos a outra e aquela ficará para viagens de carro, pois cabe coisa para caramba. 🙂

Gente, não adianta reclamar das normas adotadas, basta estar dentro da regra, pois está uma bagunça né?

Para se ter um exemplo de como funciona isto lá fora, a Ryanair, empresa “low-cost” irlandesa, é extremamente rígida com as medidas e peso, tanto que ela vende sua própria mala de mão padrão, para não ter problema de tamanho. Mas se estiver além do peso será despachada e às vezes custará mais do que a passagem. 😯 

Leia aqui, como foi voar pela polonesa LOT e pela holandesa TRANSAVIA.


IMPLANTAÇÃO

A partir de hoje, 10 de abril de 2019, está implantado o novo método que será aplicado inicialmente em quinze aeroportos nacionais definidos pela ABEAR (Associação Brasileira das Empresas Aéreas). Por um prazo inicial de 15 dias teremos uma campanha educativa para orientar os passageiros e a partir de então a coisa vai pegar.

  • Orientação de 10 a 24 de abril e Fiscalização a partir de 25 de abrilCuritiba (CWB – Afonso Pena), Campinas (VCP – Viracopos), Brasília (BSB – Juscelino Kubitschek) e Natal (NAT – Aluízio Alves);
  • Orientação de 17 de abril a 1° de maio e Fiscalização a partir de 2 de maioBelo Horizonte (CNF – Confins / Tancredo Neves), Recife (REC – Guararapes / Gilberto Freyre), Fortaleza (FOR – Pinto Martins), Salvador (SSA – Luís Eduardo Magalhães) e Belém (BEL – Val-de-Cans / Júlio Cezar Ribeiro);
  • Orientação de 24 de abril a 12 de maio e Fiscalização a partir de 13 de maioSão Paulo (CGH – Congonhas), Guarulhos (GRU – André Franco Montoro), Rio de Janeiro (GIG – Galeão / Tom Jobim) e (SDU – Santos Dumont), Porto Alegre (POA – Salgado Filho) e Goiânia (GYN – Santa Genoveva).

QUANTO CUSTA DESPACHAR UMA MALA FORA DO PADRÃO

A partir de agora as medidas das malas de mão (55 x 35 x 25) serão padrão para a GOL, LATAM, AVIANCA e AZUL, principais companhias aéreas nacionais.

Quando compramos uma passagem aérea podemos escolher alguns itens a mais e, consequentemente, pagar mais por isso, como por exemplo: espaço maior entre as poltronas, despacho de mala(s), reserva de assentos. Se você vai despachar uma mala, deverá optar no momento da reserva pois os custos são menores do que no balcão do aeroporto:

  • Compra antecipada: R$60
  • Compra na hora do check-in: de R$100 a R$120
  • Multa por excesso de peso: R$150 por volume na LATAM, AVIANCA e AZUL, e R$25 por kg adicional na GOL.
  • Observação: estes valores acima são dinâmicos e podem ser alterados a qualquer momento pela ANAC, ABEAR ou até pela companhia, então confirme antes de fechar a compra de sua passagem. 😎

QUAL O MOTIVO PARA AS NOVAS MEDIDAS

Desde setembro de 2017, as companhias começaram a cobrar para despachar malas. Com isso, houve um expressivo aumento de volume dentro da aeronave, claro, natural. As pessoas começaram a levar seus pertences na mão. Mas tem muito exagero e o espaço interno sendo limitado, passou a gerar problemas, atrasos em voos e aumento de custos operacionais.

E quando há muito exagero, regras devem ser aplicadas.


CURIOSIDADES

Outro dia eu li um questionamento de como será na alta temporada? Oras, será como tem que ser, dentro das regras. Se todos seguirem, não teremos qualquer problema. Para se ter uma ideia o quanto este assunto é corriqueiro no mundo:

  • Março 2019, a Air France / KLM passaram a vender passagens do Brasil para a Europa, em sua menor tarifa (Light), sem bagagem despachada e, neste caso, permitindo apenas uma bagagem de mão de até 12 kg. O custo para uma mala despachada será de R$229 por mala, por pessoa, por trecho. Para marcar assentos, os preços partem de €10 (R$43) por pessoa, por voo. Ainda, para alterar ou cancelar voo, custos altos serão aplicados. 😯  Em outras tarifas que incluem franquias de bagagens (Standard, Flex e Full Flex), estas foram reduzidas de dois volumes de 32kg para um volume de 23kg. 😯
  • Março 2019, a Norwegian iniciou a rota Rio de Janeiro (GIG)(LGW) Londres. A categoria LowFare tem direito a levar apenas uma bagagem de mão de 10kg. Por US$90 a mais por pessoa, você adquire a categoria LowFare+ e poderá levar sua mala de mão de 10kg e despachar outra de 20kg, além de poder escolher assentos.
  • Abril 2019, a Binter Cabo Verde informou aos passageiros que, durante a alta temporada (01 de julho a 15 de setembro e de 15 de novembro a 31 de dezembro), será aceita apenas uma bagagem despachada de até 20kg por passageiro. Neste período não serão vendidas bagagens adicionais e os clientes que tiverem excesso de peso em suas bagagens, terão que deixar pertences para trás. 😯
  • Ainda com relação à Norwegian, fizemos quatro voos dentro da Europa e foram sensacionais. As rotas foram (EstocolmoCopenhague), (CopenhagueOslo), (OsloReykjavík) e (ReykjavíkLondres). Com exceção do voo ReykjavíkLondres, cujo check-in foi realizado em um balcão, nos outros três, todo o check-in foi self check-in, ou seja fizemos sozinhos, inclusive a impressão dos vouchers e das etiquetas das malas (aquelas compridas). Etiquetamos, pesamos, passamos o leitor ótico e, com o peso da mala acima, deu erro e a mala não andou na esteira. Tivemos que tirar algumas coisas da mala e refazer o trabalho. Peso ok, a esteira levou nossa mala. Na primeira vez foi um “sufoco”. A partir daí já não tem mais novidade e ficou fácil. E não tem uma viva alma para nos orientar. Não tem guichê. 🙂 😎 😯

  • As companhias TAP, British Airways, Iberia, LATAM, Lufthansa e Swiss Air já fizeram alguma alteração em suas franquias de bagagem e/ou reserva de assentos.

  • A Alitalia e a Turkish Airlines ainda não fizeram alterações para voos entre Brasil e suas sedes. Mas, em algum momento, seguirão a tendência.


O negócio é irmos nos adaptando às novas regras e fazer o que gostamos – VIAJAR. Com mais ou menos bagagem, mas TODOS JUNTOS 😎

ARRUME AS MALAS e BOA VIAGEM.


Reserve seu carro clicando aqui e feche com uma boa tarifa, podendo dividir em até 12 vezes.

E curta estas 💡 DICAS:

Desembarcando em Istambul – Que Sufoco

Veículos Alugados que Podem ou NÃO Circular pela Europa

Comprando Passagem Aérea

Cinco Razões para Viajar com Crianças Pequenas

Recebi uma Multa de Trânsito na Alemanha, como Pagar?

Viaje em nosso MENU acima e aproveite … Paris, Praga, Amsterdã, Tallinn, Veneza, Florença, Chamonix-Mont-Blanc e tantos outros.

Pensando em hospedagens, passeios e locação de veículos? Consulte nossos parceiros. Não pagará a mais por isso e terá tudo à mão. Clique nos links acima e aproveite os melhores lugares, preços e condições de pagamento.


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s